Pular para o conteúdo principal

T.I na Logística


 

A informação com rapidez e precisão é crucial para o bom desempenho dos processos logísticos, sendo que a mesma deve ser a base sólida, em que os gestores analisam e estruturam suas decisões. A tecnologia da informação consiste em ferramentas utilizadas para obtenção e acesso às informações, de tal forma que possamos tomar as melhores decisões.

Os sistemas de informação atuam como elos que ligam as atividades logísticas em um processo integrado. Neste sentido, o uso da Tecnologia da Informação (TI) confere uma vantagem competitiva para as empresas que desejam diferenciar no mercado em que atuam. Transparência Prover aos clientes visibilidade do posicionamento de seus pedidos dentro da empresa vai permitir para que eles vejam, antecipem e planejem seus processos nas suas cadeias de suprimentos. Outro ponto relevante descreve que plano estratégico, gerenciamento da demanda, plano de fornecimento e produção e organização são pontos importantes para que a empresa consiga o desenvolvimento de uma cadeia de fornecimento de sucesso.

A logística empresarial está cada vez mais evoluída quando se trata de Tecnologia de Informação. Para isso são utilizados sistemas integrados de gestão, desenvolvidos para integrar, controlar e gerenciar a cadeia de suprimentos com o objetivo final de atender melhor o cliente. O artigo discute questões como; o processo de integração de uma solução de TI, a escolha adequada de um sistema integrado de gestão, ferramentas disponíveis para aplicação logística, e o benefício trazido pela decisão de aquisição dessa ferramenta bem como, benefícios de operacionalização e o que eles trazem de vantagem competitiva para a empresa e para todos os elos da cadeia de suprimentos.”

 

A informação sempre foi um elemento de vital importância nas operações logísticas. Mas, atualmente, com as possibilidades oferecidas pela tecnologia, ela está proporcionando a força motriz para a estratégia competitiva da logística. A transferência e o gerenciamento eletrônico das informações permitem às empresas reduzir seus custos mediante melhor coordenação. Além disso, possibilita também a prestação de um serviço de maior qualidade, devido principalmente à melhoria de oferta de informações aos clientes.

O uso eficaz da TI e a integração entre sua estratégia e a estratégia do negócio vão além da ideia de ferramenta de produtividade, sendo muitas vezes fator crítico de sucesso. O caminho para este sucesso não está mais relacionado somente com o hardware e o software utilizados, ou ainda com metodologias de desenvolvimento, mas com o alinhamento da TI com a estratégia e as características da empresa e de sua estrutura.

Aplicações de TI e suas influências no modelo de estratégia e organização conforme mencionado, por muito tempo a T.I. foi vista apenas como suporte administrativo e incapaz de gerar qualquer retorno para o negócio, ao contrário ,só trazia custos, é considerado um diferencial competitivo, levando as empresas a investirem maciçamente em pesquisa e desenvolvimento para aumentar os lucros, influenciando desta feita seu modelo de estratégia e organização.

Gerenciamento da T.I

Esse é o processo que estima futura demandas por produtos para os clientes. Colaboração de demanda é o processo de ligação entre as partes no processo de previsão de futuros negócios. Objetivos – Antecipar futuras demandas Benefícios – Melhora no prazo de entrega e na prestação de serviço. A gestão da logística e do fluxo de informações em toda a cadeia permite aos executivos avaliar pontos fortes e pontos fracos na sua cadeia de fornecimento, auxiliando a tomada de decisões que resultam na redução de custos, aumento da qualidade, entre outros, aumentando a competitividade do produto e/ou criando valor agregado e diferencial em relação à concorrência.

Reduzir custos, aumentando a eficiência e ampliar os lucros, melhorar os tempos de ciclos da cadeia de fornecimento, e consequentemente melhorando o desempenho nos relacionamentos com clientes e fornecedores. Desenvolver serviços de valor agregado que dão a uma empresa uma vantagem competitiva; Obter o produto certo, no lugar certo, na quantidade certa e com o menor custo, e manter o menor estoque possível. 

Atividades ligadas ao gerenciamento da equipe de TI, podemos ressaltar algumas atividades específicas do Gerente de TI:

Tudo aquilo que envolve os negócios e as organizações em geral está cada vez mais ocorrendo em tempo real. Decisões podem ser tomadas no momento em que a oportunidade ou o problema ocorre. A barreira do tempo tem sido quebrada constantemente nas diversas formas de negócio.

Tudo aquilo que envolve contato é possível ser realizado eletronicamente. Pessoas, empresas, governo, não importa, todos vão criando formas de "conversa eletrônica".

Não existe produto ou serviço isoladamente. Existem produtos com uma parte de serviços e serviços com uma parte de produtos. Toda proposta tem uma parte tangível e outra intangível. Entre os dois, produtos e serviços, de uma maneira definitiva, o que mais cresce é a parte intangível da proposta, ou seja, o serviço.

Gerenciamento da equipe de TI e projetos de tecnologia;

Elaborar e acompanhar o Planejamento Estratégico de TI, Políticas de TI e de Segurança da Informação;

Elaborar e gerenciar o Orçamento de Investimentos e Despesas em TI, alinhados à receita operacional e demandas da organização;

Seleção de fornecedores e negociação de contratos de produtos e serviços de TI;

Participação de projetos de negócio, com o apoio na definição dos novos processos e fornecimento de soluções de TI para estes novos processos.

 

Para implementação da TI devemos considerar alguns fatores de grande importância. Dentre elas destacamos:

• Conhecimento do processo para escolha do sistema adequado ao negócio da empresa;

• Redução dos Custos Operacionais;

• Acuracidade da Operação;

• Segurança Operacional;

• Administração de Retornos do estoque em vazio;

• Velocidade Operacional;

• Garantia da Imagem da Empresa;

• Acuracidade de Localização;

• Intensidade de Fluxo;

• Administração de Horas Extras;

Áreas de estocagem;

• Administração de fluxos de retorno em vazio;

• Movimentação livre de perdas;

• Informações em Tempo Real;

• Qualificação de pessoal;

• Acuracidade de Estoque;

• Movimentação livre de perdas;

• Investimentos em TI.

O custo decrescente da tecnologia da informação, associado à sua maior facilidade de uso, permite aos gestores de logística utilizar essa tecnologia, com o objetivo de transferir e gerenciar informações eletronicamente, com maior eficiência, qualidade e rapidez.

 

A Tecnologia da Informação bem estruturada trará benefícios para os processos

Logísticos, como:

• Redução do valor de estoque;

• Redução na falta de material;

• Melhoria no nível de serviço;

• Melhoria no atendimento aos clientes;

• Aumento da eficiência operacional;

• Níveis de estoque mais focados com a realidade da demanda;

• Redução no tempo de inventário;

• Rastreabilidade de frotas e produtos;

• Planejamento de rotas, cargas e modais;

• Cumprimento dos prazos de entrega, por se obter maior velocidade.

Além destes, podemos obter outros; isto dependerá do ramo de atividade em que a empresa atua. Cada uma deve analisar a sua Cadeia de Suprimentos para implementar as melhores práticas.

 

Referências Bibliográficas

http://megainovacao.com.br/wp-content/uploads/2012/02/TI_Revista-Mundo-Logistica.pdf

http://www.webartigos.com/artigos/tecnologia-da-informacao-e-o-sistema-de-logistica/86102/#ixzz2AoSzWOlT

http://www.webartigos.com/artigos/tecnologia-da-informacao-e-o-sistema-de-logistica/86102/

http://www.portaldomarketing.com.br/Artigos_de_logistica/Tecnologia_da_Informacao_aplicada_a_logistica.htm

http://www.logweb.com.br/novo/upload/revista/117/lw_117_Full_v_Final_baixa.pdf

http://www.institutomvc.com.br/

http://www.guiarh.com.br/pp23.htm

http://www.logisticadescomplicada.com/tecnologia-da-informacao-ti-e-logistica-como-funciona-essa-integracao/

http://www.administradores.com.br/informe-se/producao-academica/as-aplicacoes-da-tecnologia-da-informacao-na-logistica/3122/

http://www.abepro.org.br/biblioteca/ENEGEP2003_TR0901_0530.pdf

http://www.slideshare.net/mariosilvestri/aula-07-ti-aplicado-a-logistica-e-integracao-de-sistemas-1052964

Postagens mais visitadas deste blog

Objetivos da Logística

Logística tem por objetivo planejar, colocar em operação e controlar as atividades de logística de uma empresa, utilizando as metodologias e tecnologias atualizadas de gestão e identificando oportunidades de redução de custos, aumento da qualidade dos serviços em geral e aumento da qualidade de cumprimento do prazo. O profissional sairá preparado para aperfeiçoar os processos de aquisição, armazenamento e distribuição de materiais dentro do conceito de cadeia de suprimento (supply-chain), bem como para analisar aspectos de dimensão e localização de Centros de Distribuição, visando à minimização de custos operacionais e tributários, sem perda na qualidade dos serviços, e possibilitando vantagens competitivas para a empresa.




No Brasil, o Decreto-Lei 1.598/77, em seu artigo 14 determina que: o contribuinte que mantiver sistema de contabilidade de custo integrado e coordenado com o restante da escrituração poderá utilizar os custos apurados para avaliação dos estoques de produtos, principa…

Gargalos Logísticos

O sentido no qual o termo "gargalo" está sendo empregado é de representar os fatores que configuram um estrangulamento, um impedimento à expansão ou desenvolvimento de alguma atividade econômica.

Os "gargalos" são todos os pontos dentro de um sistema industrial que limitam a capacidade final de produção. E por capacidade final de produção devemos entender a quantidade de produtos disponibilizados ao consumidor final em um determinado intervalo de tempo.
São vários problemas que comprometem a logística no Brasil e, consequentemente, a competitividade e eficiência tanto da indústria nacional (inviabilizando as exportações em alguns casos) quanto das filiais brasileiras de empresas multinacionais.
Os gargalos da logística inclusive já estão computados no chamado "Custo Brasil".
Os fatores e as questões socioambientais somadas às questões comerciais e econômicas apresentam-se latentes nas questões estratégicas das operações o que resulta em investimentos logísti…

20 perguntas mais comuns em uma entrevista de emprego e dicas de como você pode respondê-las para se dar bem em um processo de seleção.

1. Fale sobre você.
Não existe regra. Cada entrevistador tem uma expectativa. No geral, o selecionador quer saber mais sobre a formação acadêmica do candidato, o que ele gosta de fazer (hobby), seus sonhos e expectativas. A orientação é direcionar o discurso para o âmbito profissional.
2. Quais são seus objetivos a curto prazo?
O candidato tem de pensar qual é o seu objetivo antes da entrevista. Só assim vai saber se determinada oportunidade de empregoé interessante para ele. É necessário que o profissional “entreviste” também a empresa e averigue se a proposta é significante para sua carreira.
3. Quais são seus objetivos a longo prazo?
Como em uma relação a dois, é primordial que a pessoa deixe claro quais são seus anseios na vida profissional. Para isso, é preciso ter clareza. O erro da maioria dos candidatos é a passividade, isto é, aceitar uma proposta sem saber o que é relevante para sua trajetória profissional.
4. Como você lida com as pressões do trabalho?
O candidato deve dar …