sábado, 24 de novembro de 2012

Logística Reversa

Logística Reversa é o processo logístico de retirar do mercado produtos novos ou usados e redistribuí-los usando regras de gerenciamento dos materiais que maximizem o valor dos itens no final de sua vida útil original.
Isso significa, de maneira bem geral, dar novo destino a produtos que, em teoria, não tem mais utilidade para a sociedade. Dessa forma os produtos sao transformados novamente em matéria prima, permitindo que sejam reutilizados na cadeia produtiva.
Para que tenhamos um processo de logística reversa bem gerenciado é preciso, acima de tudo, a otimização do processo de coleta dos resíduos, minimizando os custos da operação. A participação de diversas empresas em uma mesma rota é a chave para sucesso da operação. Os custos são divididos, permitindo maior sinergia e ganho de produtividade
 Reverso Logística faz o gerenciamento dos resíduos sólidos de sua empresa nas etapas de coleta, transporte, transbordo, separação e destinação final dos resíduos sólidos.
Identificamos a quantidade de resíduos coletados e destinados à reciclagem e emitimos um diagnóstico da situação dos resíduos gerados no território nacional, contendo a origem, o volume, a caracterização e as formas de destinação e disposição final.

A logística reversa não aplica somente a reutilização de resíduos mais também a produtos que apresentam defeitos de fabricação, que poderão ser submetidos a consertos ou reformas que permitam que retornem ao mercado.
Com efeito, o uso racional dos recursos ambientais, e as logísticas de pós consumo, crescem a cada dia, na tentativa de uma nova abordagem e implementação de programas de reciclagem e reaproveitamento do que podemos chamar de “resíduos e rejeitos pós consumo”.

A competitividade de uma economia globalizada não permite mais empresas “amadoras” no mercado. O profissionalismo e a melhor alocação dos recursos organizacionais (produção, informação e logística) que estas empresas utilizam, irão definir não somente a sua sobrevivência, como o seu sucesso no mercado.

O quandro abaixo ilustra, basicamente, como ocorre a logística reversa:
Logística Reversa

A logística de produção trata da movimentação dos fluxos dentro da empresa, ou seja, da movimentação que acontece entre as diversas áreas da empresa para que aconteça o processo. Um dos grandes benefícios que a logística de produção traz é a redução de estoques, em conseqüência de várias ações tomadas como: redução do tempo de produção; melhor rotatividade de estoques; redução de paradas e de retrabalho; redução do tamanho de lotes; e redução do estoque de segurança.


A logística de distribuição é uma das ferramentas que provêem a disponibilidade de produtos onde e quando são necessários, coordenando fluxos de mercadorias e de informações de milhares de pontos de vendas dos mais variados bens e serviços. É importante ressaltar que a logística de distribuição tem que encontrar o equilíbrio entre a qualidade de serviço, o custo e o capital investido. A logística tem sido vital nas estratégias do canal de distribuição, agregando valor na relação entre compradores e vendedores, providenciando meios eficientes de vender e entregar produtos aos clientes.

O aumento das pressões da sociedade para produtos e processos ecologicamente corretos, a reciclagem ganha força e a logística reversa é um dos principais motores deste movimento, pois além de contribuir legitimamente para a redução dos impactos ao meio ambiente há um ganho de imagem para a empresa que o faz. Enfim, apesar de estar ainda em processo de evolução , tudo indica que será o futuro de todas as empresa, afinal reciclar, reutilizar e reduzir já deveria ser algo obrigatório nas empresas sérias ate mesmo pela questões de meio ambiente

Os processos da logística interna são os responsáveis pela movimentação e armazenagem dos materiais dentro da empresa. Sem essas atividades, não haveria o fluxo e, portanto, as transformações que agregam valor aos produtos.

Na logística os suprimentos são os atores principais de toda a cadeia, é com base nas características dos suprimentos, que a logística define seus parâmetros de lead time, tipos de embalagem, as características dos equipamentos de movimentação, modais de transporte, áreas de armazenamento e os recursos humanos e financeiros necessários.







Referências Bibliográficas
http://www.reversologistica.com.br/
http://www.artigonal.com/administracao-artigos/logistica-empresarial-importancia-crescente-na-atualidade-650700.html
http://www.logisticadescomplicada.com/a-nova-onda-logistica-reversa/
http://www.ibahia.com/detalhe/noticia/as-pessoas-nao-se-sentem-responsaveis-pela-destinacao-correta-de-eletronicos/
http://www.ambito-juridico.com.br/site/?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=12245
http://www.administradores.com.br/informe-se/artigos/logistica-reversa/67187/